Quem tem um imóvel para locação sempre fica com a dúvida entre procurar uma imobiliária para fazer a intermediação e arcar com este custo ou procurar um locatário por conta própria. Apesar da economia em um primeiro momento, quem decide alugar o imóvel sem intermediação precisa estar ciente do trabalho e riscos que ocorrerão, caso não escolha um inquilino de confiança. Em contrapartida, quem contrata uma imobiliária está disposto a investir um pouco mais e garantir a comodidade e segurança no recebimento do aluguel e na manutenção do imóvel.

É muito comum proprietários procurarem imobiliárias após terem se incomodado com a locação direta, como atrasos no recebimento do aluguel, problemas na conservação do imóvel ou inadimplências nas contas de água, luz ou condomínio. Na locação particular geralmente os contratos são feitos sem cuidado com as garantias necessárias, enquanto as imobiliárias estão em contato direto com órgãos responsáveis, o que garante um contrato sem falhas. Além disso, as imobiliárias possuem vistoriadores, que são os profissionais que registram com fotos a condição do imóvel antes da locação para garantir que o imóvel não sofra danos. O estado de conservação do imóvel, assim como a reputação da imobiliária e a relação estabelecida com o proprietário do imóvel devem ser avaliadas. Sem o contato do proprietário com o inquilino, a locação é realizada de forma mais profissional e com a comodidade de não ter que se preocupar em conferir condomínios, contas de energia ou impostos.

Em alguns casos o barato pode sair caro, pois as taxas que as imobiliárias cobram garantem que o imóvel será recebido como foi entregue. Outro ponto a ser observado por quem escolhe alugar sem imobiliária é quando o proprietário tem a iniciativa de fazer pessoalmente o recebimento dos aluguéis, indo mensalmente à casa do inquilino ou então o pagamento é feito em sua conta corrente. Porém, o relacionamento direto, entre locador e locatário, não é aconselhável, porque poderá dar margem a desgastes facilmente evitáveis, como discussões sobre o reajuste de valores, responsabilidade sobre obras a serem feitas no móvel, atrasos nos depósitos ou responsabilidade com IPTU e outros impostos. A administração da locação através de uma empresa especializada e profissional conduz estas divergências e evita choques pessoais.

Além disso, no caso de inadimplemento do aluguel e encargos, as imobiliárias não cobram do proprietário honorários advocatícios para ações de despejo por falta de pagamento, quando necessário. Existe também, em alguns casos, o aluguel garantido mesmo se o inquilino estiver inadimplente. Outra vantagem importante das imobiliárias é a rapidez em que encontram um inquilino, pois possuem uma estrutura de divulgação em sites e jornais, além da empresa já contar com clientes cadastrados que são potenciais candidatos. Um contrato bem feito, que leva em consideração vários problemas que podem ocorrer nas residências e salas comerciais, ajuda a proteger em qualquer situação.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *